quarta-feira, 28 de novembro de 2007

"Tudo ao contrário"



O poema fala de um menino que fazia tudo ao contrário.
Desde dormir no armário e deitar os fatos na cama como molhar-se ao sol e secar-se à chuva!

Que menino tão estranho, não acham?

Nós não somos assim!!!!

Leiam o poema e vejam só se este menino não era estranho.

Tudo ao contrário

O menino do contra
queria tudo ao contrário:
deitava os fatos na cama
e dormia no armário.

Das cascas dos ovos
fazia uma omelete;
para tomar banho
usava a retrete.

Andava, corria
de pernas para o ar;
se estava contente,
punha-se a chorar.

Molhava-se ao sol,
secava na chuva
e em cada pé
usava uma luva.

Escrevia no lápis
com um papel;
achava salgado
o sabor do mel.

No dia dos anos
teve dois presentes:
um pente com velas
e um bolo com dentes.

Luísa Ducla Soares “ Poemas da Mentira e da Verdade"

1 comentário:

soraia disse...

é verdade ele fazia tudo ao contrário!! queria ser diferente dos outros meninos será isso??
ah eu também conheço meninos do contra mas nenhum deles escreve no lápis com o papel!! adoro trabalhar com vocês, são os meninos mais lindos e mais queridos que eu conheço!! adoro-vos
espero que se estejam a portar bem
porque nós temos uma surpresa para vocês!! mas eu não vou dizer o que é! se não deixa de ser surpresa!!
ate quarta feira
beijinhos da soraia =)